Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



De Largo a Praça de S. Domingos

Quarta-feira, 18.03.09

Cerimónia de iauguração da estátua de São Domingos, no Largo de São Domingos.

 

 

Não deixa de ser curiosa a nova denominação toponímica dada ao “Largo de São Domingos”, no Marmeleiro.

Da noite para o dia, um dos locais mais emblemáticos da aldeia e sempre conhecido por Largo de São Domingos, passou a figurar como Praça.

Não resisto a transcrever parte da notícia publicada, a 20 de Setembro de 1968, no Jornal A Guarda, por ocasião da inauguração da Estátua de São Domingos:
 
“Uma rua (e só uma…) empedrada, recentemente também desemboca num largo donde partem mais três arruamentos que, como os vasos sanguíneos, se ramificam para todos os cantos. É ali, onde antes existiu uma capela dedicada a S. Domingos de Gusmão, que se levantou, em 24-8-1968, a elegante estátua ao mesmo santo…”.
O local sempre foi conhecido por Largo de São Domingos, quer pela tradição oral, quer pela tradição escrita. Pelos vistos, no Marmeleiro, a memória histórica já não tem lugar.
 
Deixo algumas dicas sobre o assunto:
 
“Praça de São Pedro, no Vaticano, uma das mais conhecidas e estudadas praças do mundo, projectada pelo arquitecto barroco Lorenzo Bernini. Em uma definição bastante ampla, praça é qualquer espaço público urbano livre de edificações e que propicie convivência e/ou recreação para seus usuários. Normalmente, a apreensão do sentido de "praça" varia de população para população, de acordo com a cultura de cada lugar. Em geral, este tipo de espaço está associado à ideia de haver prioridade ao pedestre e não acessibilidade de veículos, mas esta não é uma regra. O termo também pode, no contexto militar, se referir a uma categoria de sargentos.
No Brasil, a ideia de praça normalmente está associada à presença de ajardinamento, sendo os espaços conhecidos por largos correspondentes à ideia que se tem de praça em países como a Itália, a Espanha e Portugal. Neste sentido, um largo é considerado uma "praça seca".
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Marmeleiro às 12:29


2 comentários

De Marmeleiro a 18.03.2009 às 17:43

Volto a lembrar que os comentários anónimos nunca serão aqui publicados.
Recordo que este espaço não serve para criticar. Nunca foi aproveitado para isso, ao contrário do que algumas pessoas tentaram e continuam a tentar fazer de forma anónima.
Só quem não tem memória é que pode querer que o Largo de São Domingos se passe a chamar Praça.
Se mudar o que está bem é "fazer alguma coisa"...
Alertar para este facto será alguma crítica?
Francisco

De Tiago a 21.03.2009 às 00:22

Gostava de aproveitar este espaço para manifestar o meu apreço pelos actos praticados pelas entidades do Marmeleiro na melhoria das condições da povoação.

A colocação de placas com os nomes das ruas é um desses actos que merecem reconhecimento.

Contudo, e sem criticar por criticar, não me soa bem o nome de Praça para o Largo de S. Domingos.

O local sempre foi conhecido por Largo e não traz valor acrescentado a nova denominação (não sei se seria essa a intenção).

A história já nos tem dado exemplos em que a vontade e o costume popular renomearam locais, não façamos aqui o inverso.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Nossos Visitantes