Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Surpresa e muita esperança na eleição do novo Papa

Quinta-feira, 14.03.13

Surpresa e muita esperança na eleição do novo Papa

 

A Igreja e o próprio mundo foram novamente surpreendidos pela eleição do novo Papa, que vem do fim do mundo, como ele próprio disse, mais propriamente da América Latina e de Buenos Aires.

Todas as previsões, que circulavam nos media e nas redes sociais ficaram por cumprir.

Jesuita, amigo dos pobres, com  prática de grande proximidade às pessoas e grupos sociais, apresentou-se à varanda da Basílica de S. Pedro, sem discurso e sem programa, porque o seu programa é o Evangelho e as suas prioridades são as mesmas de Jesus Cristo. Talvez por isso, escolheu o nome de Francisco, o grande reformador de Assis que foi autêntica lufada de ar fresco, em nome do Evangelho, para dentro e para fora da Igreja na sociedade medieval de então. É essa brisa do Espírito que esperamos do Papa Francisco I. Mas também houve um Francis Xavier, Jesuita, como o actual Papa, que soube abrir a Igreja a novos horizontes de missão, em terras do Oriente e certamente que esse é o apelo que nos vai continuar a fazer o Papa Francisco. Sentimos que o seu discurso foi a oração do Pai Nosso pelo anterior Papa e também o pedido de oração sobre si próprio dirigido à multidão que enchia a praça de S. Pedro. E todos entenderam esse pedido.

“Habemus Papam”, com garantias de querer conduzir a Igreja por caminhos renovados de fidelidade ao Evangelho e de retoma  decidida  do Concílio Vaticano II.

 

 

Guarda, 14.03.2013

 

+Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Marmeleiro às 21:32


2 comentários

De susana gomes a 14.03.2013 às 22:08

OLÁ

De Miguel a 23.05.2014 às 00:35

Ola

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Nossos Visitantes