Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marmeleiro no "Portugal Património"

Terça-feira, 25.01.11

O Marmeleiro é uma das localidades referenciadas na colecção "Portugal Património - Guia - Inventário" de Álvaro Duarte de Almeida e Duarte Belo, editada pelo Círculo de Leitores. Impresso e encadernado, em Julho de 2007, o IV Volume trata dos distritos de Viseu e Guarda.

Na página 338, começa o capítulo dedicado ao "Médio Côa" e é aqui que há alguns dados sobre o Marmeleiro.

"Médio Côa - Este capítulo incide num trecho de território que abrange a zona sul do planalto da Beira Transmontana. A paisagem é definida por um relevo suave, com grandes extensões quase planas, apenas rasgadas por alguns vales pouco profundos e muito abertos, e texturado por frequentes afloramentos graníticos que acentuam o ambiente inóspito e desolado. O coberto vegetal é constituído principalmente por matos onde predomina a giesta, e, mais para sul, por extensas manchas florestais, sobretudo com plantações de pinheiro e eucalipto, alternadas com pastagens. Entre os rios que atravessam este território encontra-se o Côa, cujo vale favorece um uso do solo mais diversificado, que inclui alguns mosaicos agrícolas com olival, campos de cereal, árvores de fruto, vinha e hortícolas. O povoamento é pouco denso e disperso, com pequenas aldeias, geralmente isoladas, onde ainda se conseguem encontrar, frequentemente, traços de uma rara arquitectura arcaica, com pedra seca associada ao colmo.

Das cerca de 250 unidades de património identificadas neste trecho de território, serão descritas 14". Nestas 14 aparece, com o número 5, a Igreja da Imaculada Conceição (matriz de Marmeleiro).

 

O texto, assinado por RC (Rui Cacho) refere:

"Igreja da Imaculada Conceição (matriz de Marmeleiro) situada em Marmeleiro, Freguesia de Marmeleiro, concelho da Guarda, distrito da Guarda.

Edificada em finais do século XVI e início do século XVII, situa-se num amplo adro murado onde se ergue um cruzeiro de hastes rectilíneas molduradas. O templo organiza-se numa planta alongada, com a sacristia adossada na fachada sul e o baptistério na fachada norte. A frontaria apresenta pano murário único, delimitado por pilastras encimadas por pináculos e lambril pintado, com porta encimada por nicho.

No interior, a nave possui cobertura em abóbada de berço de madeira pintada com a imagem de Nossa Senhora da Conceição ao centro. O baptistério, com uma pia baptismal em forma de cálice, é de planta rectangular, aberto na parede norte por um arco pleno. A capela-mor possui tecto de caixotões, composto por 49 painéis pintados sobre madeira, com motivos vegetalistas estilizados e a figuração de Cristo e dos Evangelistas. O altar-mor, de talha dourada, possui mesa de altar bojuda. Na parte central abre-se um nicho em arco pleno  com trono e intradorso com seis caixotões em madeira com pinturas representando figuras de anjos. Os panos laterais apresentam pinturas de imagens de Santo António e Sagrado Coração de Jesus assentes sobre mísulas". (pág. 340)

 

Na página 342 há nova referência ao Marmeleiro: "No território abrangido por este capítulo encontram-se ainda muitas unidades de património não descritas nesta obra. A lista que se segue refere algumas das mais interessantes por ordem alfabética de concelho e freguesia. (...) Concelho de Guarda (...) Freguesia de Marmeleiro: capelas de N.ª S.ª de Fátima e de S. Sebastião, residência paroquial, forno público, ponte romana, lagar de vinho".

 

O texto sobre o Marmeleiro é ilustrado com uma fotografia da frontaria da Igreja Paroquial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Marmeleiro às 09:53





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Nossos Visitantes