Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Encomendação das Almas

Segunda-feira, 01.03.10

 

Na calada da noite, durante o período quaresmal, ouvem-se, sobretudo nas aldeias, os cânticos soturnos e alongados chamados amentas ou ementas, como se queira dizer.

No Marmeleiro, concelho da Guarda, estes cânticos são tradicionalmente conhecidos por “Encomendação das Almas”.

Este costume ancestral radica-se, segundo alguns, na prática da via-sacra também muito usual neste tempo. Esta opinião tem como suporte não só a coincidência da época mas também o ritual usado e os dizeres de algumas melodias. Como no caminhar para o Calvário se pára, com o objectivo de reflectir, com maior piedade, nos passos desta cena da Paixão do Senhor, também na Encomendação das Almas se pára, aqui e além, quase sempre nos lugares mais altos.

O encontro é sempre junto da porta principal da Igreja Paroquial e, a partir daí começa uma caminhada marcada pelo canto melodioso e pelo silêncio.

O grupo confunde-se com a noite, pelas vestes escuras e modestas, com os xailes pelas cabeças, trazendo à mente o sentido de um certo luto e tristeza.

No final de cada ‘poiso’, tal qual no exercício do caminho doloroso, é rezado o ‘Pai nosso’. O canto vai lembrando, mesmo aos que já se encontram a descansar, que devem rezar um “Pai nosso” pelas almas.

Ao deslocar-se o grupo, de um para outro ‘poiso’, o silêncio nem pelo seu andar é perturbado.

No Marmeleiro, a tradição da “Encomendação das Almas” ainda está muito enraizada, principalmente nos mais idosos. Tal como antigamente, também agora, este canto do silêncio é feito nos sítios mais altos da aldeia e a horas tardias.

Pela profundidade e sonância musical, a “Encomendação das Almas” continua a ser um canto que mete medo e convida as pessoas à oração.

Sem grandes alterações, o texto e a melodia da “Encomendação das Almas” no Marmeleiro, vão cruzando tempos e pessoas, deixando uma marca própria de um povo temente e crente em Deus.

Nesta Quaresma, o canto há-de voltar a ecoar pela calada da noite, nas ruas do Marmeleiro.

 

«Bendita e louvada seja

A sagrada morte, paixão

De Nosso Senhor Jesus Cristo.

*

Acorda cristão, acorda

Desse sono em que estás

As almas do purgatório

Clamam cada vez mais.

*

Um Pai Nosso e uma Avé Maria

Seja pelo divino amor de Deus».

 

(Este ano, o Encontro de Encomendação das Almas está marcado para o dia 27 de Março, na Castanheira, o Grupo do Marmeleiro vai marcar presença).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Marmeleiro às 11:36


Pág. 3/3