Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marmeleiro participa na Feira de São João, na Guarda

Quinta-feira, 18.06.09

O Centro Cultural e Social do Marmeleiro vai participar, a 23 e 24 de Junho, na Feira de São João, no Largo João de Deus, na Guarda. A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal da Guarda.

As molídias, os biscoitos, o pão e outros produtos típicos do Marmeleiro, serão mostrasdos na Guarda.

Colectividades, associações, artesãos, animadores, grupos de música e teatro, vendedores e artistas populares ajudam na evocação da feira de inícios do século XX.

Partindo da venda de produtos tradicionalmente transaccionados nas feiras daquela época, na Feira de São João o visitante encontrará desde os produtos hortícolas ao mel, fruta, manjericos, azeitonas, doces, compotas, vinho, enguias, brinquedos de madeira, biscoitos, frutos secos, feijão, grão-de-bico, azeite, pão, rebuçados caramelizados e dezenas de outros produtos.

No artesanato marcarão presença o cobertor de papa e das campainhas de bronze de Maçainhas, as tesouras de tosquia do Jarmelo, os cestos em madeira de castanho de Famalicão da Serra ou as facas do Verdugal. Lugar ainda nesta feira para a arte popular de António Ferreira, com os seus trabalhos em madeira.

E como no São João da Guarda o estômago apela ao Caldo de Grão, às sardinhas assadas e às enguias, na Feira várias tasquinhas vão saciar o apetite dos visitantes. A juntar à ementa anterior vão estar o caldo verde, a carne de porco assada, as iscas de fígado, o vinho tinto, o pão e as azeitonas.

Durante os dois dias da feira haverá muita animação, com as participações de vários grupos e colectividades do Concelho e de companhias e grupos profissionais, havendo lugar para música, animação circense e teatro de robertos. Também não faltará a tradicional fogueira de S. João com rosmaninho, acompanhada por um bailarico ao som do acordeão da etnomusicóloga Carla Nunes.

Na música não faltarão as Fanfarras NemFáNemFum e Banda às Riscas, nem as gaitas-de-beiços do grupo Roncos do Diabo de Trás-os-Montes, o tocador de realejo, os ranchos da Guarda, de Videmonte e de Maçainhas (Ontem Hoje e Amanhã), nem o Coro Sénior do Centro Cultural da Guarda ou os grupos de cantares da Arrifana, “A Mensagem” de S. Miguel e a Ronda do Jarmelo, nem o barulhento grupo de bombos “Trinta por uma linha” ou as músicas dos estudantes apresentadas pela Copituna D’Oppidana.

O Teatro estará representado pelos robertos da companhia Limite Zero que apresentam duas peças curtas de teatro de robertos: “O Barbeiro” e “A Tourada”, espectáculos que resultam de uma recolha etnográfica do teatro popular português de fantoches de luva (robertos) muito comuns no início do século XX em feiras e romarias. Ainda no Teatro, o Aquilo, da Guarda, apresenta o espectáculo “Dom Quixote e os Boi(a)s da Guarda”.

A animação do recinto está ainda garantida pelo grupo Jôglitron, que apresenta um espectáculo de artes circenses e teatro cómico e visual onde predominam os números de ginástica e malabarismo. Também a Associação de Jogos Tradicionais da Guarda marcará presença na feira com diversos jogos e actividades.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Marmeleiro às 17:30